Como obter e instalar os programas

De CLASSE - Classificação de Software Educacional Livre
Ir para: navegação, pesquisa

Sobre esta seção

Todos os programas listados tanto na Tabela Geral quanto na Lista de Programas que estão sendo classificados são Software Livre, ou seja, podem ser livremente utilizados, modificados, estudados e distribuídos. Sendo assim, se você quiser utilizar qualquer programa citado no CLASSE, poderá fazê-lo facilmente, sem custos com licenças.

Obtendo os programas

Em código-fonte

É possível obter o código-fonte de todos os programas classificados pelo CLASSE. De maneira geral, acesse a Lista de Programas para obter os fontes dos programas nas páginas oficiais de cada programa. No caso de softwares trabalhados pelo CLASSE, acesse o repositório do projeto.

Em pacotes Debian

Em geral, acesse a Lista de Programas. Em particular, alguns programas classificados não possuem pacotes Debian correspondentes (ao menos, na época de sua classificação). Para contornar este problema, alguns pacotes Debian não-oficiais foram criados. Para pegar estes pacotes, acesse o repositório do CLASSE. Se você já for usuário de Debian ou de algum sistema baseado em Debian (Ubuntu, Kurumin, Knoppix, etc.), adicione a seguinte linha no arquivo /etc/apt/sources.list (não se esqueça da "/" como último caracter da linha):

deb http://classe.geness.ufsc.br/downloads/debian testing/

Ou então, o seguinte endereço na sua lista de repositórios de pacotes (não esquecer de que "testing/" é a seção específica do repositório):

http://classe.geness.ufsc.br/downloads/debian

GNU/Linux

É o alvo principal do projeto CLASSE. Em particular, trabalhamos com o Debian GNU/Linux. Por isto, nesta seção, focalizaremos os nossos esforços na instalação de pacotes Debian.

Entretanto, além dos pacotes Debian, outros tipos de pacotes podem ser utilizados perfeitamente, como o RPM, por exemplo. Na medida do possível, tentaremos apontar se um determinado software contemplado pelo CLASSE possui versão (ou não) em outro formato de pacote que não seja o Debian. Para obter informações específicas a respeito de um determinado software classificado pelo projeto, acesse a Lista de Programas. Para

Abaixo segue um guia para obter e instalar programas.


Alguns conceitos

  • Pacote de um programa (chamado também simplesmente de pacote): Arquivo pronto para instalação que reúne o programa executável e outros arquivos relativos a este programa;
  • Repositórios de pacotes: Locais onde se encontram pacotes. Podem ser locais (em forma de um ou mais CDs de instalação) ou remotos, disponíveis na internet. Pacotes no GNU/Linux podem ter variadas extensões (e.g., ".deb", ".rpm"), onde cada extensão diz respeito a um sistema de pacotes específico. Sistemas Linux suportam um ou mais sistemas de pacotes;
  • Dependências: Geralmente, quando você instala o pacote de algum programa, é necessário instalar também suas dependências. Tais são os pacotes associados ao pacote principal e dizem respeito aos arquivos de dados usados pelo programa, como imagens, traduções para outros idiomas (quando disponível), documentação, etc. Na maioria das distribuições Linux, os pacotes podem ser instalados de duas formas: por meio de um gerenciador gráfico de pacotes, ou por meio de linha de comando. Em geral, os gerenciadores de pacotes baixam e instalam o pacote do programa e suas dependências automaticamente, ou, no mínimo, indicam quais são as dependências do pacote a ser instalado;
  • Linha de comando: é o "modo tela preta", ou seja, o uso do terminal de comandos.

Se você entende bem pouco de Linux, utilize o gerenciador gráfico de pacotes para instalar programas. Normalmente, já existe um gerenciador gráfico de pacotes instalado no seu sistema Linux. Nas seções abaixo, informaremos alguns exemplos de gerenciadores para três distribuições Linux populares. Mas, se você tem algum conhecimento, ou prefere tentar instalar via linha de comando, utilize as instruções específicas contidas nesta página.

Importante: você só poderá instalar programas em um sistema Linux se tiver a senha de adminitrador (root)!


Instalação Gráfica

O principal programa usado pelo Debian e seus derivados (Ubuntu, Kurumin, etc.) para instalação, desinstalação e atualização é o gerenciador gráfico synaptic. Pode-se usar alternativamente o Kpackage, sobretudo se você usa o ambiente de janelas KDE. Aqui, falaremos apenas do synaptic.

Para pesquisa de pacotes, sugerimos as seguintes opções: visitar o sítio http://packages.debian.org ou pesquisar no Google o nome do pacote do programa usando como parâmetro de pesquisa algo como "nomedoprograma debian" (sem as aspas). Maiores informações sobre como configurar e usar o apt aqui. Conheça repositórios Debian na Internet aqui.

Instalação pelo Synaptic - Debian e derivados

Instalação por linha de comandos

Se você já é experiente no uso do GNU/Linux ou tem curiosidade para usos mais avançados, uma outra opção é usar a linha de comandos. O Debian (e os seus derivados) usa como opção de linha de comando a família de comandos apt.

Como acessar o Terminal de Comandos - Debian e derivados

* Ambiente Gnome:  encontra-se em  Aplicações -> Ferramentas de Sistemas -> Terminal
* Ambiente KDE, encontra-se em K -> Sistema -> Terminal

OBS.: Caso não encontre os caminhos acima, procure pela ação "Executar comando" nos menus do seu gerenciador gráfico. Clicando nesta ação, execute alguma aplicação de terminal disponível no seu sistema, por exemplo, "xterm", "gnome-terminal", "konsole", etc.

Instrução de uso - Debian e derivados

Dica: Caso não saiba o nome do pacote de algum programa classificado pelo projeto CLASSE, procure primeiramente pelo nome do programa na nossa Lista de Programas.

Em qualquer uma destas distribuições, você pode abrir um terminal e seguir os seguintes passos:

1. Torne-se administrador do sistema (usuário "root"):

$ su   <tecle enter>


2. Instale o seu programa. Caso não saiba o nome do programa, use o programa apt-cache com a opção search indicando uma palavra-chave para o seu programa (por exemplo, o nome do próprio programa):

$ apt-cache search palavrachave    <tecle enter>

O apt-cache poderá retornar ou uma lista com nenhuma, uma ou mais sugestões de nomes de pacotes para você instalar. Se quisermos pesquisar pelo nome do pacote do software gcompris:

$ apt-cache search gcompris
childsplay - Suite of educational games for young children
gcompris - Educational games for small children
gcompris-data - Data files for GCompris
gcompris-sound-da - Danish sound files for GCompris
gcompris-sound-de - German sound files for GCompris
gcompris-sound-en - English sound files for GCompris
gcompris-sound-es - Spanish sound files for GCompris
gcompris-sound-eu - Basque sound files for GCompris
gcompris-sound-fr - French sound files for GCompris
gcompris-sound-hu - Hungarian sound files for GCompris
gcompris-sound-it - Italian sound files for GCompris
gcompris-sound-pt - Portuguese sound files for GCompris
gcompris-sound-ru - Russian sound files for GCompris
gcompris-sound-sv - Swedish sound files for GCompris
libgcompris-1-0 - Core gcompris functionality - shared library
libgcompris-1-dev - Core gcompris functionality - development files


3. Se existir o pacote do programa, instale-o usando o comando apt-get com a opção install e o nome do programa desejado (exemplos: kdeedu, gcompris):

$ apt-get install nomeprograma    <tecle enter>

Por exemplo, para instalar o pacote "gcompris":

$ apt-get install gcompris

OBS.: com efeito, além do pacote gcompris, algumas dependências deste pacote (informadas no momento da instalação) serão instaladas.


4. Se, por algum motivo, você não conseguir instalar o programa no passo anterior, pode ser que não exista o pacote do programa para a versão do seu sistema ainda ou que você não tenha a última lista de programas disponíveis. Caso não tenha a lista de programas disponíveis atualizada, execute o comando abaixo:

$ apt-get update   <tecle enter>


5. Depois de atualizar a lista de programas para o seu sistema, repita o passo 3 acima para tentar instalar o programa.


Instalação em outros sistemas

  • Instalando no Mandriva (ex-conectiva e ex-mandrake): Ver aqui.
  • Instalando no Fedora: Ver aqui.


Windows e outros sistemas não-GNU/Linux

Alguns programas listados no CLASSE também disponibilizam versões para Windows e outros sistemas que não o GNU/Linux. Para saber se o programa do seu interesse enquadra-se neste perfil, verifique a sua página correspondente contida no sítio Lista de Programas e veja os Dados Técnicos deste programa. Em caso afirmativo, para obter o software, vá até a página do projeto e procure, na seção de download desta, a versão para o sistema operacional desejado.